sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Kamikaze



Sou mais um pistoleiro do que um poeta
não tenho tempo para profundezas da alma
sigo a vida dando tiros
À sangue frio, à palo seco
sou um franco atirador, pistoleiro
lançador de coquetéis molotov
Não tenho tempo para o feeling
o meu feeling é o fio da navalha
que faz minha barba mal feita
E as convocações da Justiça pelos engabelamentos que já fiz
só nesses tempos foram duas enrascadas
que chegarm na minha goma pra me infernizar
sempre a Ordem e A Justiça de mãos dadas com a Lei
prontas pra surrupiar a grana que nem tenho
Daí você vem me falar em sentimento?
Nem me venha com histórias
sou um fora-da-lei, um bandido de verdade
se eu tivesse uma vida certa, regrada
muita grana e fosse um bon vivant
comendo caviar ou tomando champagne francês
ainda poderias dizer qualquer coisa
mas ando no fio da navalha, baby
lutando contra dragões nada imaginários
e tratores de esteiras prontos para me esmagar
minha única diversão é junto minhas primas pistoleiras
fumando uns becks regados à conhaque
Dando uns tiros numa noite perdida
qualquer dessas, por ai

Seguidores

Pilotando a banheira do Manoel nas dunas

Pilotando a banheira do Manoel nas dunas
seguindo após Pitangui até Muriú-RN

Tatoo you

Tatoo you
Woman of night; Strange kind of woman; Lady in black; Lady evil; Princess of the night; Black country woman; Gipsy; Country Girl

Caricatus in 3X4

Caricatus in 3X4

Outra caricatus

Outra caricatus
Desenhista do bar e restaurante Salada Record

Mix, podi mandá "uma" aí?

Follow by Email