terça-feira, 25 de setembro de 2012

Soltando meus demônios

pelos dedos

Eu atiro com pistolas

no desespero

Meu canto angustiado

é certeiro

Meu pranto aperreado cai

no bueiro
Não há o que falar ou dizer sobre o que contaste meses atrás.
A vida emudeceu, sem pensamentos, um descrédito
niilismo de céticos e eféticos do espíritos se abateu sobre nós
Muito pior do que os furos, mancadas, vacilações e hesitações
Tudo passa - apenas isso não passaria, nem passarinho
O que faria se você sumisse com ele? 
alguma arte aconteceria, dentre tantas que aprontaste
A vida desceu seu chicote, deixando o couro duro e a casca grossa 
de tanto que enganaram, mentiram e passaram pra trás
O tempo andou brincado e jogando sal grosso no nosso lombo
cicatrizando, ensinando e vem o vento e leva tudo embora consigo
Nada mais é possível e passível de ser dito
A última ficha tombada na jukebox foi
um juramento de amor eterno traído
Uma dentre várias canções de amor, Bob Smith
E tão trágica a vida como uma peça de William Shakespeare
o amor, um vinho velho correndo em bicas
como o sangue no mundo

Seguidores

Pilotando a banheira do Manoel nas dunas

Pilotando a banheira do Manoel nas dunas
seguindo após Pitangui até Muriú-RN

Tatoo you

Tatoo you
Woman of night; Strange kind of woman; Lady in black; Lady evil; Princess of the night; Black country woman; Gipsy; Country Girl

Caricatus in 3X4

Caricatus in 3X4

Outra caricatus

Outra caricatus
Desenhista do bar e restaurante Salada Record

Mix, podi mandá "uma" aí?

Follow by Email