sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Jogatina do amor

É sempre a mesma dor na partida
Partido o coração segue sem mais lágrimas
no fundo d´alma para serem choradas
Sempre a mesma decepção e agonia
O mesmo jogo na vida desalmada
Maldição de deuses, fatalismo, destino inexorável
Ela decidiu tudo sozinha, não aceitou o desafio
Cobranças, a pressão e as falhas
Vida demasiadamente humana demasiada
O rio da felicidade secara ou secará?
E todos os sonhos deixados de lado
A vida é não-planejar - só seguir em frente
Mais uma vez as lâminas das palavras
deram um talho no velho miocárdio
do velho comboio de cordas e fibras do coração
O sangue escorrendo das veias da lembrança
As mesmas juras e tantas promessas de sempre não honradas
O mesmo jogo de subordinar o amor ao dinheiro na expectativa
O mesmo jogo de provocações, ciúmes, inveja e paixões doentias
A insegurança atrapalhando o fluir do viver
nunca apostando, nunca pagando para ver
o risco da ponta da faca gelando a emoção
no corte da vida a sangue frio emocionante
sentindo o arrepio nas cosas suando frio em bicas

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Do fundo da loucura

Trombamos num Sábado

perdidos numa noite suja

Ela feito uma musa linda

The lady in red: vestida de modo cigano

andando como em uma dança, cigarro na mão

A conversa é fluida, longa e tranquila

ainda que com troca de farpas ciúmes e guerras

A noite acaba sutil, suave

depois das brumas de loucuras na cama

envolta de lençóis e cobertores

Ela sempre vive no mesmo jogo de seus silêncios e esconderijos

fugindo, evitando e se escondendo

Ele sonha com valsas e dançarinos

no baile de máscaras dos Capuletos vivem

uma dança suave, mas frenética: no escuro.

Os sonhos retornam, como ratinhos correndo para buracos

como uns folhetos de papel ou

 mesmo um sexo proibido debaixo das cobertas

tão real com SteMarie, índia mulata bela

que acordei de pau duro excitado parecia verdadeiro

Os sonhos voltando e passeios ao léu

revivendo tudo em andanças e passeios nas alturas

romances proibidos, procura de uma casa

o futuro numa risca e uma linha tênue nas mãos

Passeio em praças ao léu de mãos dadas na Luz

deitada em um banco ao por do sol

Passeios nas alturas beijos macios

 boca carnuda cheia de mel

Bailes de corpos fundindo-se num só

quartos de hotel ao meio dia de segunda

conversas metafísicas mas o toque da carne

brincadeiras eróticas sensualíssimas

Seguidores

Pilotando a banheira do Manoel nas dunas

Pilotando a banheira do Manoel nas dunas
seguindo após Pitangui até Muriú-RN

Tatoo you

Tatoo you
Woman of night; Strange kind of woman; Lady in black; Lady evil; Princess of the night; Black country woman; Gipsy; Country Girl

Caricatus in 3X4

Caricatus in 3X4

Outra caricatus

Outra caricatus
Desenhista do bar e restaurante Salada Record

Mix, podi mandá "uma" aí?

Follow by Email